MegaNet vem aí, melhor e com mais capacidade que a internet corporativa atual 0 60

Android Fans dotcom MegaNet vem aí, melhor e com mais capacidade que a internet corporativa atual Megaupload MegaNet Kim Dotcom

A internet corporativa atual será substituída por uma internet melhor, com a capacidade ociosa de centenas de milhões de dispositivos móveis.

Você já deve ter visto em algum lugar por aí na internet, falar do polêmico Kim Dotcom, o famoso fundador do site Mega Upload. Plataforma online, que disponibilizava milhares e milhares de filmes de Hollywood, inteirinhos de graça.

Nesta semana, a Comissão Federal de Comunicações (FCC) anunciou que começará a rever as mudanças nas políticas de neutralidade de rede nos Estados Unidos, fazendo com que as discussões sobre o assunto retornassem em peso na web. Uma medida implantada pelo governo de Barack Obama em 2015, quando as empresas de internet foram classificadas como “operadoras comuns”, assim como as telefônicas. Isso significa que elas não podem interromper, bloquear ou tratar de forma diferente nenhum dos serviços utilizados pelos clientes – ou seja, nada de permitir conexão mais rápida ou com velocidade reduzida para determinadas plataformas em detrimento de outras.

Mas o que o Kim Dotcom tem haver com este assunto?

O fundador do Mega Upload, se mostra contra o posicionamento do órgão regulador, mas também afirma ter a solução para esse tipo de decisão: criar uma nova internet para lidar com as questões de privacidade e liberdade.

Segundo o magnata,  “a internet corporativa atual será substituída por uma internet melhor, com a capacidade ociosa de centenas de milhões de dispositivos móveis. Dirigida pelas pessoas para as pessoas. Romper a neutralidade de rede só acelerará a adoção de uma nova rede. O desenvolvimento garantirá que a liberdade na internet se tornará realidade”, disse Dotcom.

O projeto dele é chamado de  MegaNet, e visa a elaboração de uma infraestrutura que substitua o atual modelo de internet, e deve operar com a tecnologia que dispense a utilização de endereços IP. Dotcom acredita que a nova rede estará disponível para aparelhos móveis e redes em quatro ou cinco anos.

OUTRAS POSSIBILIDADES

Grandes empresas como Google e Facebook estão se unindo a startups do setor de tecnologia, em oposição a proposta do governo dos Estados Unidos, para acabar com a neutralidade da rede no país. O plano foi apresentado nesta semana e deve ser aprovado no Senado americano até o final do ano, entrando em vigor já em 2018.

Guilherme Vilela
Fanático por leitura e, louco por games e tecnologia. Técnico em informática, WebDesigner. Atualmente estudo PHP/Java/Desenvolvimento para Android/Windows e Linux. Sempre me fascinei pelo mundo dos smartphones e plataformas de entretenimento.

Cometários

android-fans

Tópicos mais populares

Escolhas do editor

%d blogueiros gostam disto: