Google começou bloquear celulares sem certificação na Play Store

Nova política de restrição, atinge fabricantes de celulares piratas e usuários de ROMs Android customizadas.

Para combater a pirataria de dispositivos móveis, o Google começou a bloquear celulares na Google Play Store sem certificação da empresa. A restrição abrange desde os Google Apps, incluindo Gmail, Maps, YouTube, Google Vídeos, Google Livro etc. Até mesmo a loja oficial do Android, ficará inativa nesses aparelhos.

A medida irá afetar, principalmente, celulares de marcas desconhecidas, os famosos clones e modelos piratas. Também serão afetados smartphones com ROMs customizadas. Todo e qualquer Celulares que não tiver certificação, poderá perder total acesso à Play Store.

Esta nova diretriz do Google, reflete a preocupação da empresa com a segurança do Android e principalmente seus bilhões de usuários mundo à fora, que são alvos recorrente de vulnerabilidades, devido a pirataria.

Uma fonte do XDA Developers, afirma que a política do Google de restrição à fabricantes de smartphones, ficou mais enérgica desde o ano passado. A companhia teria alertado com antecedência sobre as mudanças. O processo de bloqueio automático de todos os aparelhos não certificados, teria sido iniciado no último dia 16 de março. Os celulares bloqueados passam a exibir um alerta em tela cheia avisando sobre a restrição e a indisponibilidade dos aplicativos da gigante das buscas.

Versões customizadas famosas do Android, como o LineageOS (antiga CyanogenMod), poderão desativar a restrição da Google Play no celular. Para estes, o Google oferece uma maneira de desativar a restrição, através do comando ADB, no computador. No entanto, o usuário precisa dominar esta técnica, para não danificar o funcionamento do dispositivo. Além disso, o usuário precisará obter o ID do aparelho, também através do ADB e, enviar para esta página do Google, para poder registrar e obter a licença genuína, para poder usar todas as ferramentas do Google no dispositivo com ROM customizada.

Via XDA Developers

Previous ArticleNext Article

Cometários

android-fans

Operação Dourado: Polícia civil do Maranhão prende suspeitos de furtar materiais da operadora Oi

Android Fans operacao-dourado Operação Dourado: Polícia civil do Maranhão prende suspeitos de furtar materiais da operadora Oi receptação oi internet claro

Ação da polícia, visa investigar e prender suspeitos de receptação de materiais das operadoras Oi e Claro, com os suspeitos, foram apreendido cerca de três milhões de reais em equipamentos

Foram presos no estado do Maranhão, suspeitos de receptações de materiais furtados das operadoras de telecomunicação, Oi e Claro. A operação da Polícia Civil, cumpriu 27 mandados de busca e apreensão,  um mandado de prisão contra o acusado Linderson Dourado Alves, cusado de ser o cabeça de um esquema de exploração clandestina de internet e, 12 conduções coercitivas.

Android Fans Linderson-Dourado-Alves-é-considerado-pela-polícia-como-o-líder-de-um-esquema-de-fornecimento-ilegal-de-internet Operação Dourado: Polícia civil do Maranhão prende suspeitos de furtar materiais da operadora Oi receptação oi internet claro   A polícia apreendeu diversos equipamentos como placas DSLAM Huawei (R$ 10.000,00), armários (suítes), modem, cabos de fibra ótica, GBICS ou conversor de interface (transceptor óptico interno usado em switches nas conexões de cabeamento estruturado, R$15 mil a R$30 mil reais), roteadores Voip, placa Voip, antenas, bateria de gel estacionaria.

O delegado Paulo Roberto da DDSD responsável pela ação, ponderou, que os alvos eram sites instalados em subestações clandestinas, montados com equipamentos furtados e/ou receptados da operadora Oi, Claro e outras.

Foram cumpridas ordem de busca e apreensão também na sede da OI e nas casas de funcionários. De acordo o delegado Paulo Roberto, a “simples instalação dos equipamentos furtados e instalados nos sites clandestinos, não é possível a distribuição do sinal de internet, para isso é necessário o acesso ao link através de senhas randômicas, que só podem ser fornecidas por operadores da própria concessionaria, no caso a Oi”.

Na operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em 25 municípios, além da região metropolitana de São Luís, São José de Ribamar, e em outras Regiões do Médio Mearim e Baixada Maranhense.

Operação Dourado na região Alto Turi

A polícia seguiu em ação na região do Alto Turi, ainda no estado do Maranhão, nas cidades de Governador Nunes Freire, Maranhãozinho e Nova Olinda do Maranhão, com um mandado de busca e apreensão, expedido pela Juíza da 1ª Vara Criminal de São José de Ribamar, Tereza Cristina de Carvalho Pereira Mendes. Nesta fase, foram apreendidos em caráter de flagrante, os suspeitos Frankiley Sá e Widson Junior da Silva Carvalho. Todos os suspeitos e materiais apreendidos, foram apresentados na Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), do Maranhão.

Android Fans operacao-dourado-2-1 Operação Dourado: Polícia civil do Maranhão prende suspeitos de furtar materiais da operadora Oi receptação oi internet claro   A operação envolveu 27 delegados, 70 investigadores, escrivães, peritos criminais e técnicos em telefonia. Ao todo, na operação dourado, resultou na apreensão de cerca de três milhões em equipamentos recuperados, 12 conduzidos coercitivamente, 04 prisões em flagrante delito e ainda o cumprimento de um mandado de prisão.

Fonte: Cidade de Verdade e SSP Maranhão

Tópicos mais populares

Escolhas do editor

%d blogueiros gostam disto: